Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Cerejeira (Cerdeira) – Da Flor ao Fruto - junho 2008

Quarta-feira, 17.06.20

 

CERDEIRA (Cerejeira)

Da Flor ao Fruto

🌼    🍒

 

Republicação de 23 de junho de 2009, in:

https://aguasfrias.blogs.sapo.pt/2009/06/23/#topo

 

Cerejeira (ou Cerdeira) é o nome dado a várias espécies de árvores, algumas frutíferas, outras produtoras de madeira nobre. Estas árvores classificam-se no sub-género Cerasus incluído no género Prunus (Rosaceae). Os frutos da cerejeira são conhecidos como cerejas, algumas delas comestíveis. A cerejeira foi introduzida na Europa, sendo que é uma planta originária da Ásia.

As cerejas são frutos pequenos e arredondados que podem apresentar várias cores, sendo o vermelho a mais comum entre as variedades comestíveis. A cereja-doce, de polpa macia e suculenta, é servida ao natural, como sobremesa. A cereja-ácida ou ginja, de polpa bem mais firme, é usada na fabricação de conservas, compotas e bebidas licorosas, como o Kirsch, o Cherry e o Marasquino.

As cerejas contém proteínas, cálcio, ferro e vitaminasA, B, e C. Quando consumida ao natural, tem propriedades refrescantes, diuréticas e laxativas. Como a cereja é muito rica em tanino, consumida em excesso pode provocar problemas estomacais, não sendo aconselhável consumir mais de 200 ou 300 gramas da fruta por dia.

O cultivo da cerejeira é realizado em regiões frias. Necessitam de 800 a 1000 horas de frio para que possam produzir satisfatoriamente em áreas com Invernos frios e chuvas.

In - http://pt.wikipedia.org/wiki/Cerejeira

cerejeiras 1_InPixio_ms

Mais que uma vez me vou referir a esta árvore de fruto que ora concentrada em grande cerejal até disseminada um pouco por toda a aldeia de Águas Frias.

É, para mim a árvore de fruto de eleição das muitas que se encontram pela aldeia.

Não é somente o sabor suculento do fruto por ela produzido, mas toda a beleza desde a floração, até ao desenvolvimento do fruto passando pelas variadas colorações por que vai passando.

Com o início da Primavera a cerdeira (cerejeira) vai desenvolvendo, lentamente, uma flor pequena, simples e alva.

cerejeiras 2_InPixio_ms

Por si só, não passaria de uma flor comum a muitas outras, mas esta singeleza torna-se magnânima, quando todas as suas irmãs desabrocham tornando cada árvore uma fonte de admiração.

cerejeiras 4_InPixio_ms

Agora imaginem um campo repleto delas … um espectáculo que a vista não se cansa de observar.

Um “mar” branco de flores.

Tenho comparado esta imagem às amendoeiras em flor, que tanta publicidade lhe é dada, mas esta (cerejeiras) é, senão mais bela, sê-lo-á, certamente de igual beleza.

cerejeiras 5_InPixio_ms

Pena que não se promova este espetáculo, que embora efémero, poderia ser palco para que muita gente que nunca teve esse privilégio de o ver e ao mesmo tempo poder contactar com a Aldeia e a sua hospitaleira gente.

Mas a beleza desta árvore não fica por aqui.

O vento, as abelhas e outros insetos, trabalham afincadamente para que a polinização se faça e a fecundação se concretize.

Começam a aparecer por entre a folhagem “cachos” de pequenos frutos, ainda pequenos e verdes.

cerejeiras 7_InPixio_ms

cerejeiras 8_InPixio_ms

Com a ajuda do sol e de alguma água, esses frutos verdes vão faseadamente tomando diversos coloridos; verde claro, amarelado, mesclado de amarelo e rosado, até …

cerejeiras 9_InPixio_ms

... finalmente, a partir de fins de maio e junho, tomarem a sua majestosa cor vermelha (mesmo assim em diversas tonalidades consoante a variedade da cerejeira, do rosado, ao vermelho vivo até ao granã quase negro).

cerejeiras 10_InPixio_ms

cerejeiras 11_InPixio_ms

A beleza desta árvore torna-se novamente surpreendente, pois a mistura da folhagem verde salpicada de frutos vermelhos, torna-a única.

cerejeiras 12_InPixio_ms

Falar dela faz revisualizar esta paisagem, mas nada se compara com a visualização no local, enquadrada em toda a sua envolvente.

Se acham que exagero, na devida época venham vê-las. Penso que se forem rápidos ainda encontrarão muitas carregadas de fruto.

E por falar de fruto e como diz o ditado popular e com razão “é a cereja em cima do bolo” – não é por acaso que este ditado popular, percorrendo séculos, ainda é hoje amplamente aplicado para designar que “agora sim, tudo está perfeito”.

cerejeiras 13_InPixio_ms

AGORA JÁ  NÃO PRECISA ABRIR A CEREJA

PARA VERIFICAR SE TEM "BICHO"

Basta seguir os seguintes conselhos:

 

1.º - Verificar cuidadosamente a cereja em toda a sua superfície;

2.º Se na cereja  encontrar um pequeno orifício - PODE COMER À VONTADE, porque o "bicho" que estava no interior já saíu.

3.º Se a cereja não tiver qualquer oríficio, PODER COMER À VONTADE, pois é sinal que o "bicho"  não entrou.

 

 

BOM APETITE !!!!!!

 

🌼    🍒

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Mário Silva às 00:06


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.







mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

LUMBUDUS

blog-logo

Horas certas


calendário

Junho 2020

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Metereologia






Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.